X

Contato Direto

Aguarde, enviando contato!
Fechar Pedido
Você adicionou no seu carrinho! O que deseja fazer agora?
Selecionar mais Cursos Fechar Pedido!
  • 97700-100 - Francisco Camargo, 213
  • Call : (55) 99645-0611

As três coisas que não te contam sobre a confeitaria.

As três coisas que não te contam sobre a confeitaria.

Existem "três fatos" que você precisa saber para crescer na confeitaria, o problema é que ninguém fala sobre isso! Será segredo?!

É um fato que existam as confeiteiras de sucesso, as que ficam “patinando”, e as que acabam desistindo, e tenho certeza de que você gostaria de estar entre as da primeira opção!

Então para começar quero dizer que você pode sim se tornar uma confeiteira de sucesso, porém há um trajeto que você precisa conhecer e aceitar para chegar lá. Há e não se preocupe, não é necessário ter anos de experiência, é claro que quanto mais experiência tiver na área melhor, mas uma coisa que poucas pessoas sabem, é que, definitivamente não é o tempo que define o sucesso ou o fracasso, se fosse assim, as pessoas não ficariam estagnadas durante anos a fio, sem sair do lugar, concorda?!

O que define o sucesso afinal?

A resposta é simples, VOCÊ!
É você que tem que decidir onde quer chegar, e se quer realmente ter sucesso, terá que estar disposta a abrir mão de algumas crenças, disposta a fazer mudanças, e a tomar decisões.

Vou tratar destes assuntos em um outro momento, pois hoje vim compartilhar com você 3 coisas que você precisa saber sobre a confeitaria, e que vai te ajudar a definir onde quer estar daqui para frente!

Os 3 fatores decisivos!


1-FOCO
Ter foco é primordial, principalmente para iniciantes!

Tanto nas receitas, como nos objetivos, é preciso ter clareza, e um dos piores erros que cometemos, é querer atirar para todos os lados.
Vou dar um exemplo para que entenda em uma situação mais prática:
Ana começou a fazer doces há pouco tempo, pegou uma encomenda para uma festa, a cliente já viu os doces de Ana e gostou. Mas Ana percebeu que poderia ganhar mais, e se ofereceu para fazer o bolo também, o problema é que ana não tem experiência com bolos, já fez uma ou outra vez, mas sabe que ainda não está apta para pegar encomendas, mesmo assim ela não vê problema nenhum em aproveitar essa oportunidade.

Bom, o que acontece aqui, não é produtivo para Ana, mas ela não percebe isso. Vejamos!
Provavelmente ela ganhou um pouco a mais de dinheiro com a encomenda, mas corre o sério risco de perder a cliente, ou no mínimo deixou de ganhar algumas novas clientes. Isso acontece por que não focou no que sabia fazer bem feito (os doces), pois estava preocupada em fazer o bolo (pois não tem ainda a habilidade).

Esse exemplo, é uma forma de compartilhar minha própria experiência, vamos lá, todo mundo erra né!
Ao analisar, vemos que: Se Ana tivesse aceitado apenas os doces, que é o que ela sabia fazer com perfeição (e esse é o segredo, executar com perfeição, melhorando sempre que possível), então Ana teria entregado à cliente, os docinhos impecáveis, pois teria trabalhado com tranquilidade e segurança, focando naquilo que ela já sabe fazer. Nesse caso, a cliente de Ana ficaria satisfeita, iria elogiar o trabalho dela, indicar para as amigas e parentes e se tornaria uma cliente fiel, além do mais, todos os que estavam naquela festa, se tornariam potenciais clientes, também podendo indicar ou entrar em contato com ana sempre que precisarem.

Ao trabalhar desta forma, a lista de clientes de Ana cresce a cada dia, e principalmente, (E MUITO CUIDADO COM ISSO), ninguém saiu da festa falando mal do bolo de Ana, simplesmente porque Ana teve consciência de não se oferecer para fazer o bolo que não sabia executar ainda, eu disse “ainda”, porque Ana acabou de ver uma oportunidade, por isso ela agora vai se dedicar em aprender para poder pegar encomendas de bolos também, assim que estiver pronta!

Este exemplo (real) fez sentido para você?

As vezes estamos tão atolados que não vemos as reais oportunidades que temos e acabamos estragando uma chance de nos erguer por pura FALTA DE FOCO, e o mesmo é verdade quando se trata de objetivo, lembre sempre da Fábula “Alice no país das maravilhas”


Alice pergunta para o gato:

-Pode me dizer qual o caminho que eu devo tomar?
-Isso depende muito do lugar para onde você quer ir. (disse o Gato).
-Eu não sei para onde ir! – disse Alice.


Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve.
OK, devo dizer que o caminho que as pessoas sem rumo costumam pegar, é o caminho da comodidade, neste caso, vindo a se tornar “as confeiteiras que ficam patinando”, não saem do lugar. Eu já fui uma delas, e posso garantir que o esforço para sair de “lá” vale a pena!

O que fazer então?
Acalme sua mente e vasculhe, descubra o que quer se tornar, onde quer chegar…
Esta análise é simples, mas ao mesmo tempo, pode se tornar muito complexa,pois poderá encher você de dúvidas, causando uma confusão mental. Mas não se engane, se houver a confusão mental, significa que ela sempre esteve lá (impedindo seus melhores resultados), e agora, você pode finalmente vê-la, interpretá-la e redefinir o que é prioridade para você!
Se levar a sério este simples processo, será capaz de avaliar com clareza o que já está dando certo para você e melhorar aquilo que precisa ser melhorado, pois se continuar fazendo sempre as mesmas coisas, ou as coisas que faz do mesmo jeito, não terá resultados diferentes.
Certo! Feito isso, agora é só definir seu objetivo principal, e algumas metas a serem cumpridas a curto e longo prazo, assim, terá um caminho a trilhar, como no “conto de João e Maria”, a diferença é que os farelos de pão que você está deixando, são como pequenos faróis que te guiarão para o objetivo maior!

2- NÃO PRECISAMOS DE ENCOMENDAS
Este subtítulo é intencional para chamar sua atenção, mas há uma verdade oculta nele.
Este é um segredo revelado por poucos, então já adianto que ele pode ser um divisor de águas para você, se colocado em prática!


Em média, 85% das confeiteiras não tem muitas encomendas, e o que fazem é reclamar de como as coisas estão difíceis, e talvez eu esteja pisando no seu calo agora, mas saiba que a intenção é ajudar.
A verdade é que, se ficar esperando que as coisas caiam do céu para você, não vai sair do lugar tão cedo, então sugiro que faça um compromisso com você mesma após terminar de ver esse conteúdo!


Vamos lá! Você não precisa de encomendas, você precisa praticar para pegar encomendas.
A confeitaria é um excelente negócio, portanto as suas clientes não deveriam ser cobaias, sendo assim, porque a maioria das confeiteiras só se mexem quando tem encomendas? Eu não sei! Mas o que quero dizer é que você deve praticar e aprender, mesmo que sua agenda esteja vazia.
Escolha um bolo, um doce, ou qualquer outra receita que tenha ligação direta com seu objetivo principal e que queira muito fazer, e coloque a mão na massa, como se fosse a encomenda mais importante de sua vida! Sim, faça esse “bolo” da melhor forma que puder, e quando terminar, tire boas fotos e mostre ao mundo o seu excelente trabalho, e diga-lhes que está aceitando encomendas deste produto!


Ao fazer isso:


1- Estará aprendendo; (pois poderá errar e refazer)
2- Sairá da zona de conforto; (isso faz com que seu cérebro fique ativo)
3- Estará praticando; (mão na massa é experiência)
4- Estará construindo seu portfólio; (pois agora tem as fotos do produto pronto)
5- Captando novos clientes; (Mostrando seu trabalho, divulgando seu produto)
Coloque isto em prática e terá um grande salto!

3- Desvalorização é uma perda incalculável

O erro mais frequente e fatal entre as iniciantes é multiplicar por 3. Miserável engano!
Multiplicar seus custos por 3 é enganar a si mesma, e ao mesmo tempo dizer que está tudo bem, sem entender o porque não consegue sair do lugar se trabalha tanto. Nesse caso o desânimo chegará mais cedo ou mais tarde!
-Se eu não valorizar meu trabalho, quem valorizará?

Então é necessário ter certeza de que está colocando os valores de forma justa em seus produtos, contando com o seu custo, salário, reposição, investimento e tudo o mais que estiver nas entrelinhas da produção!
Caso você tenha alguma dúvida sobre como precificar seu produto de forma profissional, pode clicar neste link, após terminar o conteúdo, vai descobrir que existe um processo correto para fazer isso!


Lembre-se, ao ganhar pouco pelo que faz, logo se sentirá frustrada por não ter o reconhecimento em seu trabalho, se sentirá cansada, por ter que trabalhar muito para pagar as contas, e não irá crescer de forma sustentável, pois nunca sobrará dinheiro para investir em conhecimento e novas ferramentas, como batedeira nova, espátulas, bicos de confeitar, tapetes de silicone, ou seja o que for que fará seu trabalho ter um acabamento perfeito e facilitar sua produção! Pense nisso!

Bom, é com muito amor que me despeço, sei que revelei palavras duras, mas de que outra forma poderia acordar você?!
Fico por aqui, não esquece de comentar contando um pouquinho sobre você, e compartilhe esse artigo, vai ajudar muito!

Espero te ver em breve!

CRIS EU QUERO APRENDER A COLOCARO PREÇO DA FORMA CERTA!

A cima o link para você que quer estudar comigo, e abaixo o nosso canal do Telegram! Fique à vontade!

Quero entrar no Canal do Telegram!!

Que tal você deixar sua opinião!